Marcelo D2, Twitch e um disco gravado ao vivo em Lives. Se do caos vem a ordem, da pandemia vem as s

📻Para ler ouvindo “Assim Tocam os MEUS TAMBOERES”, Marcelo D2, disponível nas plataformas de streaming.

Com a pandemia, o Youtube ganhou ainda mais força. As lives? Bombaram. Buscas por receitas e por soluções “em casa”? Idem. Aliás, a busca por esse termo só em março foi de 123%*. E esse é só um dos dados que “explodiu”, como falamos aqui em Niterói - Região Metropolitana do Rio de Janeiro onde fica a nossa sede da Agência Dona Neia.

O Google Survey apurou que, no Brasil, 30% a mais de pessoas afirmaram assistir mais o Youtube do que na última semana. Já 40% dividiram que passaram de 3h no canal do que em relação ao período anterior. E por aí vamos.

O Youtube cresceu, se consolidou, mas... as escolhas é o que nos movem e a chegada do Twitch Amazon mexeu bastante no cenário, abrindo espaço para a música ocupar um ambiente até então dominado e quase que exclusivo dos gamers.


Quem assistiu a live do americano Jack Jhonson percebeu o movimento de reposicionamento. No projeto “Assim Tocam os MEUS TAMBORES” ficou claro que ali também é lugar da - e para -a música e a criatividade.

E foi com ela, a sagacidade e inventividade do rapper carioca que vivemos noites de culinária, diálogo, militância e muitaaaaaa música. Marcelo D2 iniciou a gravação do seu novo disco, pensado em plena Pandemia e que contou com encontros incríveis que rolaram ao vivo via Live. Aliás, como ele disse, vou aprender como se grava um disco ao vivo. E aprendeu.

🚀Os números do projeto:

-150 horas de live

- Mais de 5 milhões de telespectadores.

- Seis beatmakeres.

- Um disco com 12 faixas.

- Mais de dois milhões de streamings em uma semana.

- Nove convidados: Baco Exu do Blues, BK, Criolo, Helio Bentes (vocalista da banda de reggae Ponto de Equilíbrio), Liniker, Ogi, Russo Passapusso e o duo Tropkilla.

Esse trabalho mostra como há muitos caminhos a serem explorados. As lives tiveram o seu papel, levaram marcas e entretenimento para os lares em um momento duro. Mas elas cumpriram papel, digamos que, ok. Tiraram o show das grandes casas de eventos e trouxeram para as nossas casas. Mas foi só isso. O projeto do D2, e tantos outros, fez do limão uma limonada. Aproximou fãs, apresentou um novo canal, criou um produto gostoso e coletivo... Arrebentou.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo