Metaverso, Meta, Facebook... que tá rolando?


gif

E o mundo parou, afinal, a maior rede social de todos os tempos mudou (?) de nome. Mudou? Enfim... Mark Zuckerberg revelou ontem o novo nome da sua empresa: META, um nome inspirado no Conceito do Metaverso e que, segundo Mark, é o futuro iniciando agora. Mas afinal, o que é Metaverso? Bom, podemos dizer que se trata de uma realidade digital, relacionada à World Wide Web, mas com elementos de redes sociais, realidade aumentada, games online e criptomoedas que permitem aos usuários agir e interagir virtualmente. Ok, mas isso é tão novo, revolucionário, transgressor assim? Aqui na Dona Neia ficamos na dúvida, mas estamos atentos. Pelo isto parece que não somos só nós. Consultamos alguns amigos e há uma certa descrença na proposta lançada pelo Zuckerberg, em especial no peso e carga “marqueteira” imposta.



O Renan Barreto (@renan_barreto), Criador do Stúdio White Vortex, compartilhou o seu olhar:


Bem, se você pegar por exemplo o conceito (Metaverso) de que é uma mistura de realidade virtual com realidade aumentada, o usuário sempre precisará de um gadget.


Ou seja, terá de comprar algo, consumir! E qual é a proposta? Um espaço virtual para consumo, incluindo os "oculus", que o Mark Zuckerberg também vende. Não acho que nada hoje seja criado que não seja para o simples fato de consumir. Pensa… vamos entrar em um ambiente virtual. Porém, já fazemos isso a todo momento. Já entramos para consumir. O que tem de novo em um Metaverso, na META?

gif

Nada. A internet das coisas já existe.


Minha geladeira já fala com a Alexa, fala com a TV e me diz se vai chover. Isso sim é viver o virtual no real, mas misturar um MMO no fim das contas e vender como espaço transgressor, sinceramente, acho batido, nada inovador. Posso estar enganado, mas é como eu enxergo hoje.


E tendo Zuckerberg pregando nesta história, aí mesmo que fico com os dois pés atrás, ele precisa responder muitas questões e tem um legado extremamente questionável para abraçarmos de primeira. Ora, tudo que ele faz vira distopia porque a função dele é gerar lucros, imprimir dinheiro seja no papel seja na carteira virtual”.


O Renan foi firme e preciso. E nós deixamos no ar o quanto é de fato impactante ou não. Vocês reflitam e dividam conosco, combinado?!

11 visualizações0 comentário